Foto de Arquivo
Foto de Arquivo

A Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana (CEPSMH) alertou hoje para as “limitações” que “dificultam o desenvolvimento e promoção da vida de muitas pessoas e famílias” afectadas por situações de pobreza.

Numa mensagem para o VI Dia Mundial dos Pobres, que se assinala em 13 de Novembro, a comissão liderada pelo bispo de Santarém, José Traquina, “reconhece e valoriza o esforço das instituições sociais em situação preocupante pela viabilidade dos serviços que prestam às comunidades e agradece a todos as iniciativas tomadas para que os pobres tenham acolhimento e participação nas comunidades eclesiais”.

Aquele órgão da Conferência Episcopal Portuguesa manifesta ainda esperança de que “a caridade seja vivida por todos de forma criativa”, no sentido do combate à pobreza, “edificando um mundo mais justo e mais fraterno”.

“Instituído pelo Papa Francisco, este Dia Mundial chama a nossa atenção para as pessoas dos pobres nas suas vidas concretas, na espessura dos seus quotidianos, partilhando as suas alegrias e as suas esperanças, as suas tristezas e angústias”, refere a mensagem da CEPSMH hoje divulgada, acrescentando que o pontífice “reflete sobre as circunstâncias” que se vivem e a surpresa de, ao sair-se de uma situação de pandemia, se ver abater sobre a humanidade “o drama da guerra na Ucrânia”.

O órgão presidido pelo bispo José Traquina sublinha ainda a “necessidade da partilha com quantos nada têm, para que ninguém sofra”.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.