Maria Emília Vaz Pacheco apresenta livro “O Auto-retrato na Pintura Portuguesa” no Cartaxo

A Biblioteca Municipal Marcelino Mesquita, no Cartaxo, recebe no próximo dia 13 de Abril, a apresentação do livro “O Auto-retrato na Pintura Portuguesa” de Maria Emília Vaz Pacheco, a sua mais recente obra publicada, na área da história da arte.

A sessão terá início às 16h30 de dia 13 de Abril, sábado, e conta com a presença do também historiador de arte, Vítor Serrão, que apresentará a obra.

O Auto-Retrato na Pintura Portuguesa corresponde a um estudo inédito em Portugal, no qual é abordado um vasto período – de 1470 (Painéis de S. Vicente) a 1975 (experiências vanguardistas actualizadas com a contemporaneidade artística internacional). A reflexão procura desvendar o processo de autonomização do Auto-Retrato Pintado em relação à produção do Retrato, com destaque para a sua afirmação como género autónomo a partir de Oitocentos. Tema emblemático na História da Arte Ocidental, a abordagem do Auto-Retrato tem em conta a configuração da nossa memória colectiva, elaborando tipologias, enquadrando fases e contextualizando especificidades da sua produção face ao meio artístico e cultural português, e com referência à arte europeia, visando alcançar o conhecimento de quem somos e contribuir para a definição da identidade artística, social e filosófica que nos caracteriza como povo.

MARIA EMÍLIA VAZ PACHECO
Nasceu em Benfica do Ribatejo, concelho de Almeirim. Muito cedo iniciou a sua ligação à cidade de Santarém, propriamente dita, onde frequentou o Colégio de Santa Margarida e onde passou a residir até aos nossos dias. Aqui constituiu família e aqui tem construído a sua vida.

Investigadora integrada do ARTIS – Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FL-UL), no âmbito de Pós-Doutoramento. É consultora do Museu Diocesano de Santarém.

É doutorada em História, na Especialidade de História da Arte (FL-UL), mestre em História da Arte (FCSH-UNL) e licenciada em História (FL-UL).

Professora de História, História da Arte, História e Cultura Portuguesa e Património, foi coordenadora de diversos cursos na área do Turismo, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa – Núcleo de Santarém – e no Ensino Superior Privado, onde também participou na organização de alguns encontros científicos.

Tem orientado ações de formação para Guias e para responsáveis camarários na área da Cultura e Património e colaborou com a Universidade do Minho, por convite para orientar Seminário no domínio do Auto-Retrato Contemporâneo em Portugal. Tem participado em encontros científicos, congressos e colóquios.

Foi presidente da Direção da Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém, 1994-2007, e coordenadora nacional do Projeto Europeu A Escola Adopta um Monumento, 1994-1998.

É autora de diversos artigos e publicações, com destaque para:

– “Silva Porto e a sua obra na Colecção de José Relvas “, in Artis, nº. 4, Caleidoscópio, 2016.
– “O Retrato do Infante D. Fernando nas Janelas Verdes (MNAA) “, in O Património Artístico das Ordens Religiosas: entre o Liberalismo e a atualidade, Lisboa: BNP, 2014/2015.
– “Preâmbulo”; “Notas Introdutórias”, in Livro da Fazenda de Tristão Nunes Infante (1692), Santarém, 2013.

– “A Pintura do Auto-Retrato Contemporâneo em Portugal: Breve Panorâmica”, in Diacrítica, Revista Científica da Universidade do Minho, 2012.

– “Da complexidade da perceção artística: a verdade na representação do visível”, in Artis, (1.ª série) n.ºs 9/10, IHA (FL-UL), 2011.

– Diversos textos sobre Pintura no Catálogo da Coleção da Casa-Museu Passos Canavarro, Santarém: Fundação Passos Canavarro, 2011.

– Coordenação e autoria de textos do Guia Leiria – Cidade, Leiria: ISLA-Leiria, 2011, e do Guia Santarém – Cidade, Santarém: Governo Civil de Santarém/ISLA/Região de Turismo do Ribatejo, 2008 (duas edições em língua portuguesa e edições autónomas em castelhano, francês e inglês).
– Contribuições para o estudo do concelho de Santarém – séculos XII a XV, in Santarém na Idade Média, Santarém: CMS, 2007.

– Coordenação, “Nota de Apresentação” e “Conclusões”, Actas do Colóquio dos 25 Anos da Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém – Associativismo e Património, 2003.


PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS