A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém realizou no dia 10 de Maio, entre as 10:00 e as 13:00, o webinar “Como criar Ideias de Negócio baseadas em Sistemas Alimentares Sustentáveis?”, que integra um Programa de Capacitação composto por quatro webinares temáticos, no âmbito do projeto “Farm to Fork New Business – Inovação e Empreendedorismo no Sistema Alimentar”, apoiado pelo Compete 2020 no âmbito do SIAC e inscreve-se na estratégia de apoio ao empreendedorismo qualificado que a NERSANT tem vindo a desenvolver.

António Campos, Presidente da Comissão Executiva da NERSANT, acolheu os participantes na sessão, tendo referido que é apanágio da associação a realização de “seminários para dar a conhecer diversas ferramentas no âmbito do empreendedorismo aos mais atrevidos”. “É com este objetivo que aqui estamos hoje: dar a conhecer os desafios, mas também as boas práticas no âmbito da inovação que as empresas do setor alimentar podem utilizar em prol da sustentabilidade”, acrescentou ainda, referindo-se particularmente à temática desta sessão.

Os trabalhos prosseguiram com a apresentação do projeto Farm to Fork New Business – Inovação e Empreendedorismo no Sistema Alimentar, por Sofia Plaza, da NERSANT. O projecto visa estimular o empreendedorismo qualificado e inovador no sector agroalimentar, no âmbito da estratégia europeia para a sustentabilidade dos sistemas alimentares, sensibilizando e capacitando os jovens / empreendedores que pretendam criar um novo negócio, para os desafios e oportunidades associados a esta temática.

Seguiu-se intervenção de Tiago Carrilho, Head of Sustainability Training da BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável, associação sem fins lucrativos, de utilidade pública, que agrega e representa empresas que se comprometem ativamente com a sustentabilidade, que centrou a sua intervenção na Agenda 2030 – O Papel das Empresas na Implementação dos ODS.

A Agenda 2030, explicou Tiago Carrilho, define a agenda global para o desenvolvimento sustentável até 2030 e é composta por 17 objectivos de desenvolvimento sustentável (ODS) e 169 metas universais, muitos deles em consonância com as preocupações do projeto Farm to Fork New Business, nomeadamente no que diz respeito ao desperdício de comida e prevenção de resíduos, à produção sustentável de alimentos, ao processamento e distribuição alimentar sustentável e ao consumo sustentável de alimentos, sendo as empresas importantes agentes para o alcance destes objetivos.

O profissional explicou ainda a importância da sustentabilidade e os ODS para os negócios das empresas, apresentando-as como uma “oportunidade de crescimento, inovação e criação de valor”. “Estabilidade financeira e crescimento económico”, “excelência operacional e eficiência – otimização de processos e economia de custos”, “inovação, digitalização e automatização”, “satisfação do cliente – exigências dos consumidores que reconhecem cada vez mais a importância da sustentabilidade” e ainda “reputação e marca” são as evidentes vantagens para os negócios, sendo que também a sociedade tem a lucrar com a sustentabilidade e os ODS, “com a criação milhões de novos empregos”.

Tiago Carrilho explicou ainda como podem as empresas incorporar e alinhar a sua estratégia com os ODS, integrando os mesmos na estratégia da empresa: “determinando mecanismos disponíveis para dimensionar o impacto através de mudanças nos modelos de negócios, estratégias de compras, produtos e serviços; comprometendo-se publicamente com os ODS para atingir metas relevantes; estabelecer metas e KPIs que estejam alinhados com os ODS relevantes; e alinhar quaisquer metas existentes, métodos de monitorização e medição, com as novas metas e KPIs”, entre outras medidas. O profissional terminou a sua apresentação mencionando alguns desafios para a implementação dos ODS para as empresas, bem como as prioridades estratégicas nacionais na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Ana Ribeiro, docente do Instituto Politécnico de Santarém, seguiu-se no programa do evento, tendo apresentado o estudo e resultados do trabalho desta instituição, em conjunto com outras entidades parceiras, que respondeu ao “desafio tecnológico da indústria alimentar”, com a criação de fiambre de peixe.

O seminário apresentou ainda dois casos de estudo: Vegan Nata Portugal, projeto apresentado pelo eco-empreendedor Luís Simões, que substitui os ovos e leite do tradicional pastel de nata português, por outros de origem vegetal, e que conta já com dois espaços em Lisboa; e o Goji Natur, apresentado por Hugo Bacalhau, que trouxe as bagas goji do oriente para serem produzidas biologicamente no Alentejo e que são disponibilizadas em cinco tipos de produtos: bagas frescas, bagas desidratadas, geleia, compota e chocolate.

A sessão encerrou na voz de João Santos, da NERSANT, que deu a conhecer à plateia virtual os apoios existentes para a criação de empresas, nomeadamente os programas do IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, PAECPE – Programa de Apoio ao Empreendedorismo e Criação do Próprio Emprego e o Empreende XXI.

De referir que o webinar “Como criar Ideias de Negócio baseadas em Sistemas Alimentares Sustentáveis?” foi o primeiro de quatro webinares temáticos no âmbito do projeto “Farm to Fork New Business – Inovação e Empreendedorismo no Sistema Alimentar”, estando ainda em agenda os workshops online “Oportunidades de negócio na minimização do desperdício alimentar – Como e Porquê?” (17 de maio, 14:30), “A Transparência na Cadeia Alimentar e a implementação da Blockchain – Regras para o sucesso” (24 de maio, 14:30) e “Novas práticas e soluções inovadoras para a agricultura sustentável” (31 de maio, 14:30), integrados no programa da Feira do Empreendedorismo, Emprego e Formação, a decorrer online no portal Compro no Ribatejo até 31 de maio. As inscrições são gratuitas, devendo ser realizadas na área do portal da NERSANT em  https://www.nersant.pt/agenda/.

Para mais informações sobre o projeto “Farm to Fork New Business – Inovação e Empreendedorismo no Sistema Alimentar”, os interessados devem contactar a NERSANT através dos contactos farmtofork@nersant.pt ou 249 839 500.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…