NERSANT e IPSantarém dinamizam Get Innovation com workshop sobre a influência da inteligência artificial

A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, e o Instituto Politécnico de Santarém, no âmbito do projecto Get Innovation, realizam amanhã, dia 29 de Maio, pelas 15h00, no Auditório da Escola Superior de Gestão e Tecnologia do referido Instituto Politécnico, um workshop sobre a influência da inteligência artificial.

O mundo da logística já beneficia da chamada “Inteligência Artificial”. Realidade Aumentada, Smart Glasses, Pick-by-Vision, simuladores nos processos de armazenagem (what-if scenarios), sensores inteligentes, inventários efetuados por drones, gestão dinâmica de rotas, etc.

Existem assim várias áreas da supply chain em que a inteligência artificial agrega diferentes tipos de dados para suportar de forma mais eficaz o processo de tomada de decisão. Demand management, alimentado por um melhor conhecimento dos padrões de procura, permitindo otimizar stocks (minimizar os mesmos e as ruturas), manutenção, alimentado por um melhor conhecimento da performance e dos comportamentos de falha dos equipamentos.

No âmbito do projecto Get Innovation, a NERSANT e o IPSantarém realizam no dia 29 de Maio, às 15h00, o workshop de capacitação de empresários “Supply Chain 4.0”, no Auditório da ESGT (IPSantarém).

A participação é gratuita mas carece de inscrição obrigatória no portal da associação empresarial em www.nersant.pt. Para mais informações, os interessados devem contactar o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT, através dos contactos datic@nersant.pt ou 249 839 500.

O projecto “Get Innovation – A Caminho da Indústria 4.0” visa a preparação do tecido empresarial da região da Lezíria do Tejo, para a integração dos princípios da Indústria 4.0 nos seus sistemas organizacionais e produtivos, em linha com as orientações das melhores práticas de inovação e produtividade, assim como, incentivar o desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras.

Corresponde a um avanço tecnológico associado ao conceito de “fábricas inteligentes” que permitirá integrar os sistemas virtuais e os processos produtivos em tempo real, e que se traduz em ganhos de produtividade. Esta evolução contribuirá ainda para incentivar as empresas tecnológicas fornecedoras de produtos e/ou soluções inovadoras para a indústria, a desenvolver soluções tecnológicas inovadoras, em cooperação com as entidades do sistema cientifico e tecnológico. Trata-se de um projeto financiado pelo Alentejo 2020.

info, , , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS