“Presidente dos afectos” apela a militância quotidiana para aumentar qualidade da Democracia

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve hoje de visita à Casa Museu dos Patudos, em Alpiarça, associando-se às comemorações do centenário do Governo presidido pelo republicano José Relvas.

Para o chefe de Estado, José Relvas é uma “figura notável”, um homem de convicções e valores que realizou, ao longo da sua vida, “um percurso de liberdade, democracia e afirmação do regime republicano”.

No auditório da Casa dos Patudos, Marcelo deu uma autêntica aula sobre a vida e obra de José Relvas, recordando o papel preponderante na revolução que levou à proclamação da primeira República em 1910 e o exercício de cargos de destaque, desde ministro das Finanças a embaixador em Madrid, até à chefia do Governo que durou escassos meses (de 27 de janeiro a 30 de março de 1919), no qual acumulou o cargo de Presidente do Ministério com o de ministro do Interior.

Na sua intervenção, Marcelo Rebelo de Sousa chamou a atenção para a “actualidade e coerência” da actuação de José Relvas, cujas convicções “primaram sobre tudo o resto”.

“Também nós precisamos de convicções e valores, para além de uma militância quotidiana para que a Democracia tenha mais qualidade”, apelou.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

Deixar uma resposta