Prisão preventiva para suspeito de atear fogos em Rio Maior

Um homem de 62 anos foi detido por suspeita de ter ateado dois incêndios florestais na passada segunda-feira em Rio Maior, tendo ficado em prisão preventiva após ter sido presente a tribunal.

Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) indicou ter recolhido elementos de prova que “esclareceram as circunstâncias em que ocorreram os incêndios florestais de segunda-feira numa zona rural em Vale da Rosa, Rio Maior”.

De acordo com a PJ, o homem, que reside na localidade de Vale da Rosa, terá ateado dois incêndios em zona de mato e floresta junto a residências com recurso a chama directa.

Os fogos foram resolvidos rapidamente pelos bombeiros.

O homem, que tem antecedentes criminais, foi detido na quarta-feira e presente depois ao Tribunal de Santarém, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

O Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ contou com a colaboração da Guarda Nacional Republicana de Rio Maior.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS