Cerca de uma centena de professores de várias escolas do distrito de Santarém reuniram-se no Largo do Seminário, em Santarém, ao fim da tarde de quinta-feira, 15 de Dezembro, para uma vigília em protesto contra a precariedade e contra as novas propostas para a revisão do modelo de recrutamento e mobilidade. Os professores exigem ainda que se iniciem novos processos negociais sobre vários temas.

As vigílias de professores têm-se realizado por todo o país e integram um calendário extenso de acções promovidas pelas estruturas sindicais da classe. Os professores ameaçam entrar em greve durante 18 dias caso o Ministério da Educação, liderado pelo ministro João Costa, não aceder a algumas das exigências feitas pelos profissionais. A primeira fase de protestos irá culminar com a manifestação nacional de professores, agendada para 4 de Março, em Lisboa.

Leia a reportagem completa na edição impressa do Correio do Ribatejo, nas bancas a 23 de Dezembro.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.