No âmbito da iniciativa “Encontros para a Competitividade e Inovação” dedicada à fileira da Pedra Natural, João Correia Neves, secretário de Estado Adjunto e da Economia, visitou ontem, dia 29 de Janeiro, a empresa FRAVIZEL-Equipamentos Metalomecânicos, S.A. sedeada em Pé da Pedreira, Alcanede.

Estes Encontros, iniciativa do Ministério da Economia dinamizada em colaboração com o IAPMEI, têm como objectivo dar a conhecer e colocar em evidência o tecido empresarial português e fomentar sinergias entre os vários agentes públicos e privados, dando especial atenção aos desafios que se perspectivam para as empresas e para as regiões.

Assim, é dado particular destaque às empresas, enquanto ativo estratégico e decisivo para a criação de mais valor e para aceleração do desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Neste sentido, a visita à Frazivel, que contou ainda com a presença de Nuno Serra, vereador da Câmara Municipal de Santarém, Manuel Joaquim Vieira, presidente da Junta de Freguesia de Alcanede, Nuno Mangas, presidente do IAPMEI, Maria Salomé Rafael, presidente da direcção da Nersant, entre outros,  tornou-se essencial, uma vez que esta empresa desenvolve acessórios e máquinas para facilitar o trabalho dos seus clientes de todas as formas possíveis (Problem Solver), desenvolvendo produtos inovadores e de qualidade respondendo às necessidades dos seus clientes com um forte serviço pós-venda e com sustentabilidade ambiental.  A Fravizel é uma empresa de Engenharia Metalomecânica com 30 anos de história, que desenvolve, produz e comercializa produtos e serviços destinados ao sector da Rocha Natural, Construção Civil e Obras, Florestal, Minas, Portos Marítimos e Indústria em geral, procurando soluções inovadoras no mercado e, consequentemente, aumentando a produtividade do seu mercado alvo.

O sector dos recursos minerais assume actualmente uma importância central na economia nacional, sendo responsável por cerca de 20 mil postos de trabalho e 1,15 mil milhões de euros de volume de negócios na fileira dos recursos não metálicos, sendo de salientar que 900 milhões de euros provêm da exportação, maioritariamente correspondentes a minérios de cobre e zinco e a rochas ornamentais.

Os Encontros para a Competitividade e Inovação tiveram início em 2018, tendo já passado pelos distritos de Aveiro, Leiria, Viana do Castelo, Faro, Santarém e Beja, abordando diferentes áreas de trabalho.

Leia também...

Hospital de Santarém – Uma homenagem sentida aos ‘homens e mulheres’ da Linha da Frente

Especial 130 anos do Jornal Correio do Ribatejo O mundo mudou há…

Empresário de Santarém é o mandatário nacional da candidatura de André Ventura às presidenciais

Rui Paulo Sousa, o empresário de Santarém de 53 anos, vai ser…

Rapaz de 13 anos e jovem de 18 morreram hoje em praias fluviais portuguesas

Um rapaz de 13 anos e um jovem de 18 foram morreram…

Taberna do Quinzena – A ‘Catedral’ da boa comida Ribatejana

Especial 130 anos do Jornal Correio do Ribatejo Com uma decoração típica…