Um homem de 62 anos detido por suspeita de ter ateado um incêndio numa quinta, em Benavente, no passado dia 15, ficou em prisão preventiva, medida de coação aplicada após o primeiro interrogatório judicial.

Em comunicado, a Polícia Judiciária afirma que o homem foi localizado e detido através da Directoria de Lisboa e Vale do Tejo, por existirem fortes indícios da prática de crime de incêndio florestal, que só não teve “elevados danos e prejuízos” por ter sido “precocemente detectado, sendo possível extingui-lo na sua fase inicial”.

O homem é suspeito de ter ateado um incêndio, ao final da tarde do passado dia 15, numa área rural pertencente a uma quinta, na zona de Benavente, “movido por um forte desejo de vingança contra o proprietário da quinta onde o fogo foi provocado”, afirma a nota.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.