Teatro, música e novos livros marcam o fim-de-semana do Círculo Cultural Scalabitano

A Temporada da Primavera do Círculo Cultural Scalabitano apresenta quatro propostas para o próximo fim-de-semana. Duas para crianças e outras tantas para o público adulto.

Tudo começa no próximo sábado, dia 19 às 16h00, com a apresentação de “Não Aceito este silêncio”, um espectáculo apresentado por dois grupos de teatro dos Agrupamentos de Escolas Alexandre Herculano e Secundária de Mira D’aire (Porto de Mós). Apresentam: quatro quadros da vida real; Quatro olhares sobre a problemática do Bullying em contexto escolar, num retrato de um dos mais preocupantes problemas da actualidade. Uma visão crua e violenta, alimentada por um muro de silêncio a que o medo obriga. A encenação é das professoras Graça Gonçalves e Fátima Oliveira e os actores, dos clubes de Teatro das Escolas.

Ainda no sábado 19, duas propostas para adultos. Às 21h30, na Igreja da Graça, ‘Concerto para Surdos’ pelo Coro do Círculo Cultural Scalabitano, com duração de 75 minutos e entrada gratuita.

A música é tão preciosa ao ser humano que usa múltiplas formas de se fazer ouvir. É com base nesta premissa que o Coro do Círculo Cultural Scalabitano realiza um concerto a pensar em todos aqueles que ouvem os sons de forma diferente. Coadjuvado por intérpretes de língua gestual, o Coro pretende, por um lado, sensibilizar a comunidade para a importância de uma sociedade mais igualitária, onde todos devem ser respeitados na sua diferença e, por outro, explorar a sua própria capacidade de transmissão musical perante um público não habituado a concertos.

Também no sábado dia 19, às 21h30, mas no Teatro Taborda, ocorrerá a apresentação de livro de contos de Luis Barbara – “Contos da Pós Verdade”.

Afirma o autor que entende “…que a utilização da expressão «pós verdade» é, de alguma forma, pejorativa; pelo menos como os políticos se sentem inclinados a utilizá-la. Os contos, todos eles, são pós verdade porque, tendo acontecido, estão agora distorcidos, para que a identificação do contexto real onde ocorreram, não seja identificável. Os verdadeiros heróis desta jornada são os relatores dos acontecimentos, que eu, mero escrevente, passei a letra de forma.”

No domingo, dia 20, às 16h00, os mais novos podem ver “O Pantufa e o Augusto à Conquista de Santarém” pelo Veto Teatro Oficina.

“O Augusto vem à procura do Pantufa, cheio de vontade de brincar. O Pantufa parece desconfiado, mas pouco a pouco entusiasma-se e fazendo de Mem Ramirez, conduz o exercito de meninos e meninas no assalto ao castelo. É uma excitação!… No final, as tropas perfiladas, recebem o agradecimento de D. Afonso Henriques (Augusto) e o Pantufa… bem o Pantufa faz mais uma vez das dele…”, pode ler-se na sinopse deste espectáculo, que tem direcção e representação de António Júlio Santos e Nuno Domingos e controle técnico de José Carlos Jordão.

info, , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS