A União Desportiva de Santarém SAD perdeu esta tarde com o Sport Clube União Torreense por 2-0, no Campo Chã das Padeiras, em Santarém, em jogo a contar para a 18.ª Jornada do Campeonato de Portugal, Série F.

Welinton Matos (15’) e Filipe Andrade (55’) apontaram os golos que deram a vitória à equipa visitante que assim continua a discutir a liderança desta Série F com o Alverca, numa luta que promete ser bem acesa até final.

Depois de um primeiro quarto de hora equilibrado a turma visitante acabou por chegar ao golo num lance de bola parada. Pontapé de canto apontado na esquerda do seu ataque, com o central Welinton Matos, um dos melhores em campo, a cabecear nas alturas, sem oposição, e a colocar o Torreense em vantagem logo aos 15 minutos do primeiro tempo.

PUBLICIDADE

Os quatro pontapés de canto que a turma escalabitana conquistou na primeira meia hora de jogo de nada serviram para pôr em perigo a baliza de Marcelo que não teve necessidade de fazer nenhuma defesa digna desse nome nos primeiros 45 minutos.

A União de Santarém não conseguia ter bola e assistia às rápidas movimentações dos homens de Torres Vedras que também não obrigaram Titinho a muito trabalho no primeiro período da partida.

Uma primeira parte muito táctica, com muitas marcações a meio campo, sem grandes situações de golo junto a qualquer das áreas.

À passagem da meia hora Acácio Santos mexeu tacticamente na partida, fazendo regressar Varela à lateral esquerda da sua defensiva, colocando Allan Peixoto que tinha começado o jogo a lateral esquerdo mais no miolo.

Uma primeira parte marcada pelo elevado ritmo que a turma visitante colocou no jogo, o que acabaria por ser uma constante em toda a partida.

Um Torreense com as suas pedras muito bem posicionadas e um objectivo claro de subida a outros patamares do nosso futebol.

No segundo tempo a União entrou bem no jogo, mas o seu ataque, hoje desfalcado de algumas pedras que são fundamentais nas manobras ofensivas da equipa, sobretudo Vasco Lopes, não teve engenho nem arte para bater a sempre bem posicionada defensiva Torreense que teve em Welinton o garante desse controlo defensivo, nunca descurando as transições ofensivas sempre em velocidade durante toda a partida.

As entradas de Iuri Gomes e, mais tarde, de Kalika e João Fernandes pouco acrescentaram ao ataque unionista, pouco esclarecido, muito por culpa do seu adversário de hoje, claramente a melhor equipa que a União de Santarém defrontou esta época e a primeira a levar os três pontos do campo Chã das Padeiras, numa vitória que não merece contestação.

No próximo domingo a U. Santarém desloca-se ao reduto do Loures, enquanto o Torreeense joga em casa frente ao 1.º de Dezembro.

PUBLICIDADE
Leia também...

Atleta do Santarém Basket Clube morre aos 13 anos de idade

Henrique Francisco, atleta do Santarém Basket Clube, faleceu no passado domingo, 11…

Benfica do Ribatejo incrédulo com decisão da Associação de Futebol de Santarém

O Grupo Desportivo de Benfica do Ribatejo está incrédulo com a resposta…

Árbitro ribatejano apita jogo entre Estrela da Amadora e SL Benfica

João Bento, árbitro da Associação de Futebol de Santarém, vai apitar o…

A festa dos adeptos do Sporting em Almeirim (C/FOTOS)

O Sporting Clube de Portugal sagrou-se campeão nacional, na noite do passado…