A Câmara Municipal de Torres Novas iniciou o projecto NAPA – Ninhos Artificiais para Aves que consiste na instalação de ninhos artificiais para aves nos jardins urbanos da cidade, para permitir descobrir as diferentes espécies existentes e ajudá-las a completar o seu ciclo de vida.

Segundo a autarquia, os ninhos artificiais foram adquiridos à Associação ’30POR1LINHA’, responsável também pela colocação, monitorização e limpeza dos mesmos. Os dez ninhos artificiais foram produzidos usando materiais ecológicos que permitem a nidificação de aves e simultaneamente a monitorização de espécies, de modo a contribuir para a biodiversidade em meio urbano.

Os locais escolhidos para a instalação dos ninhos foram o Jardim das Rosas, o Castelo e sua envolvente, o Jardim Municipal da Silvã, a Escola Básica Visconde S. Gião, a Escola Secundária Maria Lamas, a Escola Básica 2/3 Manuel Figueiredo e a Escola Secundária Artur Gonçalves.

PUBLICIDADE

Um ninho artificial para aves é uma caixa feita de madeira que se assemelha a uma cavidade natural, podendo colocar-se em árvores, postes ou edifícios e que vai proporcionar uma zona de nidificação às aves que utilizem a zona para se alimentar. A sua instalação pode contribuir para conservar a biodiversidade local e manter o equilíbrio natural de insectos em zonas urbanas.

Os ninhos artificiais são colocados nos meses de Inverno (Dezembro e Janeiro), sendo depois possível, durante a época de reprodução, geralmente entre finais de Fevereiro até fim de Junho ou Julho, observar a entrada dos ninhos para saber se foram ocupados e quais as espécies de aves que os estão a ocupar.

Esta monitorização pode fornecer um indicador do estado da população destas espécies de aves e do ecossistema se for feita ao longo dos anos, tendo como objectivos reforçar a informação e sensibilização sobre a importância da biodiversidade junto da comunidade, sensibilizar para as boas práticas ambientais e para a necessidade de conservação da biodiversidade como um dos pilares do desenvolvimento sustentável, promover a importância da diversidade das espécies de aves e a sua protecção, colmatar as dificuldades que se colocam à reprodução das aves cavernícolas por falta de árvores antigas com cavidades naturais, proteger as espécies de aves cavernícolas e envolver a comunidade educativa na monitorização dos ninhos artificiais associando este projecto de ecoturismo às actividades de eco-escola.

A observação da natureza é uma actividade turística que utiliza, de forma sustentável, o património natural, incentivando a conservação de ecossistemas, promovendo o bem-estar das populações envolvidas e permitindo conciliar o desenvolvimento económico com a preservação ambiental.

PUBLICIDADE
Leia também...

Chuva está de regresso e coloca Santarém sob aviso amarelo

A chuva está de regresso ao distrito de Santarém a partir desta…

Aviso amarelo para o distrito de Santarém devido a temperaturas baixas

O tempo frio levou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera…

Câmara de Santarém instala 150 “caixas-ninhos” no concelho

A Câmara Municipal de Santarém está a instalar 150 “caixas-ninhos” identificadas e…

GNR recupera Bufo Real em Almoster

A Equipa de Proteção da Natureza e Ambiente do Destacamento Territorial da…