Campeão “dobra” com toda a justiça

Crónica: Final da Taça do Ribatejo | U. Santarém, 2 – Coruchense, 0

A final da Taça do Ribatejo teve um vencedor justo, a União de Santarém. O Coruchense, que viu o campeonato distrital fugir na última jornada, entrou melhor no jogo a atacar mais e a querer ficar por cima do jogo, mas é a União de Santarém chega a primeira vez com perigo à baliza do adversário. Pedro Augusto isola-se e é rasteirado pelo central do Coruchense Rodrigo, que na decisão do lance é expulso pelo árbitro aos 25 minutos de jogo.

A União de Santarém aproveitou bem o facto de estar em superioridade numérica para se chegar à frente acabando por chegar ao golo aos 35 minutos de jogo através de Leo Mofreita, após um excelente combinação com o homem do jogo, Serginho.

PUBLICIDADE

O Coruchense ainda tentou chegar lá à frente com David Silva e Kevin a serem os mais inconformados mas a equipa de Coruche não conseguia acertar na baliza adversária. Apesar dos esforços do Coruchense foi a União de Santarém a dispor das melhores oportunidades da primeira parte. Em dois lances, aos 40 e 43 minutos, Fabinho isolou-se perante o guarda-redes mas quem brilhou foi mesmo Gonçalo Guerra com duas grandes defesas.

Na segunda parte o Coruchense veio moralizado para dar a volta ao resultado e logo aos 48 minutos tem oportunidade de empatar o jogo, João Costa centra para a área e David Silva encosta para a baliza mas o guarda-redes da União de Santarém Diogo Ferreira defendeu e evitou o empate. Não marcaram os coruchenses aproveitaram os escalabitanos para ampliar a vantagem para dois zero aos 57 minutos da partida. Pratas aparece a fuzilar na cara do guarda-redes após um óptimo cruzamento de Tomás Cardoso.

Após o segundo tento da União de Santarém, o jogo baixou de ritmo com as equipas a criarem um ou outro lance de perigo. Nos minutos finais a União de Santarém controlou por completo a partida e fez correr o tempo até ao final.

A vitória acaba por se justificar para o lado dos escalabitanos que foram sempre quem mais procurou a baliza adversária e por beneficiarem da superioridade numérica logo a partir da primeira parte o que tornou o jogo mais fácil para os vermelhos. O Coruchense entrou algo desmoralizado no jogo e nunca conseguiu ser superior à equipa adversária.

Domingo à novo tira-teimas para a Supertaça do Ribatejo, em Torres Novas.

Ficha do Jogo:

Árbitro: Paulo Raposo, assistido por Pedro Freire e Adelino Crepso. 4º árbitro foi João Mendes e o 5º árbitro Afonso Maia.

União Desportiva de Santarém: Diogo Ferreira, Ronny, N’Damy, David, Fabinho (Tiago Luís, 58′), Leo, Pedro Augusto (Noque, 82′), Pratas (Adilson Gano, 82′), Tomás, Ganhão e Serginho.

Suplentes não utilizados: Coly, Bexiga e António Gonçalves.

Treinador: Mário Ruas.

Acção disciplinar do árbitro: Cartão amarelo para David (40’), Tomás (84′) e Léo (65′)

Coruchense: Gonçalo Guerra, Rodrigo, Cajarana, Heta (Capeto, 61′), Semeano, Costa, Benavente, Joel (Lourenço, 32′), David Silva (Serge, 88′), Luís Carlos e Kevin (Sadjo, 61′).

Suplentes não utilizados: Botelho e Gabriel.

Treinador: Gonçalo Silva.

Acção disciplinar do árbitro: Cartões amarelos para Joel (32’), Benavente (62’) e Sadjo (67’). Cartão vermelho para Rodrigo (25′).

Golos: 1-0 Léo (36’), 2-0 Pratas (57’).

Ao intervalo: 1-0. Resultado final: 2-0.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS