38ª edição do Festival Nacional de Gastronomia inaugurada com “expectativas elevadas”

Foi inaugurada na tarde desta sexta-feira, dia 26 de Outubro, a 38ª edição do Festival Nacional de Gastronomia, que decorre em Santarém entre hoje e o próximo dia 04 de Novembro, tendo este ano como tema principal o Azeite.

Na abertura desta que é a feira gastronómica mais antiga do país, onde estão representadas todas as regiões turísticas nacionais, através dos restaurantes, Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Santarém, falou ao Correio do Ribatejo sobre as expectativas deste ano, onde espera receber cerca de 40 mil visitantes, afirmando que as “expectativas são altas”, dadas as novidades e a qualidade que este certame tem vindo a demonstrar.

Também para o turismo este festival é de extrema importância. Exemplos disso são os dois lançamentos de edições ligadas à gastronomia na região: O Guia de Restaurantes Certificados da Lezíria do Tejo, apresentado hoje e a Carta Gastronómica do Ribatejo, que vai ser apresentada dia 01 de Novembro.

António Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, falou-nos dessa importância, destacando que os restaurantes são muitas das vezes o primeiro local onde se dirigem os turistas ao visitar uma região. São por isso um importante “posto de turismo”.

Para o responsável pelo turismo na região, também este festival é importante, frisando aspectos relacionados com a sua dinâmica e evolução ao longo destes 38 anos, tendo-se sabido adaptar às exigências do público, que são hoje diferentes de antigamente e diferentes do que irão ser daqui a 5 ou 10 anos, como referiu.

Restaurantes de Norte a Sul do país, ilhas incluídas, marcam presença em Santarém, neste evento que “já faz parte da lista de eventos de referência nacional”, como também apontou Ceia da Silva.

No dia inaugural do Festival Nacional de Gastronomia fomos falar com proprietários de dois restaurantes participantes, que são dos que há mais anos fazem questão de marcar presença. A participar pela 20ª vez, de Gouveia, em representação da Serra da Estrela, Florentino Varão é o responsável pelo restaurante “O Flor” e nota evoluções ao longo destes anos, lamentando algumas dificuldades, nomeadamente logísticas. Já Francisca Garcia, do restaurante “Lampião” de Évora, a cumprir a sua 29ª presença neste festival, aponta melhorias nos últimos anos, deste que considera “o pai” de todos os festivais e feiras de gastronomia do país. Faz questão de marcar presença pois já tem clientes fidelizados e acha importante esta iniciativa para promover a cozinha tradicional do Alentejo e de todo o país.

(notícia desenvolvida na edição impressa de 02 de Novembro)

info, , , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS