Área de Serviço leva ‘Forja’ ao Centro Cultural do Cartaxo

Forja, marca o regresso da Área de Serviço aos grandes textos do teatro português.

O palco do Centro Cultural do Cartaxo volta a acolher o trabalho do encenador Frederico Corado e de um elenco que integra caras novas do projecto de teatro comunitário.

A estreia acontece a 15 de Junho pelas 21h30. Terá sessões nos dias 15, 16 e 22 e 23 de Junho pelas 21h30 e no dia 17 de Junho pelas 16h00.

Depois de “Crime de Aldeia Velha” de Bernardo Santareno e “Mar” de Miguel Torga, a Área de Serviço volta a levar à cena grandes textos de grandes autores nacionais, desta vez “Forja” de Alves Redol, autor, entre outros, dos romances “Gaibéus”, “Marés”, “Avieiros”, “Porto Manso”, “Os Homens e as Sombras”, “Cavalo Espantado” ou “Barranco de Cegos”.

“Forja”, texto de 1948 foi proibido pela censura e só foi levado à cena em Portugal cerca de vinte e um anos mais tarde, no Teatro Laura Alves, com encenação de Jorge Listopad.

Este espectáculo, encenado por Frederico Corado, é uma história sobre os Malafaia que vivem para a forja e pela palavra do pai, um retrato da vida de um certo tempo onde cada um esconde as suas verdades e as suas ambições, nunca se dando a conhecer por completo àqueles que lhe são mais importantes.

No longo Prefácio que em abril de 1966, Alves Redol escreveu para a edição do volume Teatro I, que incluía as peças “Forja” e “Maria Emília”, o autor explica o profundo significado social e político desse magnífico texto:

“A forja desta tragédia é Hiroxima, tão distante e tão perto de cada um de nós. Nela arderam homens como meus tios se queimaram em pequena forja de ferreiro, todos sacrificados à mesma mão incendiária que os devorou.”

A peça sobe ao palco pelo elenco residente da Área de Serviço e por algumas caras novas que fazem parte do projeto de teatro comunitário.

Frederico Corado propõe com esta “Forja” um drama de uma época e de um tempo que vai com toda a certeza marcar os espectadores numa grande produção, cuidada e bem trabalhada como a Área de Serviço já habituou os seus espectadores nos grandes sucessos anteriores.

Ficha Técnica

Com Mário Júlio, Sara Xavier, Carlos Ramos, Carolina Seia, Gabriel Silva, Richard Tomás, Tomás Formiga, Mónica Coelho, Rosário Narciso, João Paulo, Amélia Figueiredo, Rui Manel, Rita Camacho, Beatriz Dinis, Inês Barreiro, Pedro Neves, Lara Canteiro, João Cruz, Jeanine Steuve e o Grupo Coral Os Alentejanos no Cartaxo

Encenação: Frederico Corado | Texto: Alves Redol | Conceção Cenográfica: Carlos Ouro e Frederico Corado | Execução Cenográfica : Mário Júlio com a colaboração de Carlos Ouro e Rosário Narciso | Produção da Área de Serviço : Frederico Corado, Vânia Calado e Mário Júlio com a assistência de Florbela Silva e Carolina Seia Viana | Assistente de Encenação e Dramaturgia: Vânia Calado | Direcção de Cena: Mário Júlio | Apoio: Beatriz Lamarosa, Inês Barreiro, Renan Carrasco, Lucas Ollivier, Marcelly Magalhães e Layla Pavanelli |Técnica: Miguel Sena | Desenho de Luz: Bruno Santos | Montagem: Mário Júlio | Uma Produção da Área de Serviço com o Centro Cultural do Cartaxo e Câmara Municipal do Cartaxo.

info, , , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS