A Unidade Operacional da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) de Santarém deteve em flagrante delito o sócio-gerente de uma empresa de marisco por desobediência à ordem de suspensão de actividade.

Em comunicado, a ASAE explica que fez uma operação de fiscalização “a estabelecimento de depuração e expedição de moluscos bivalves vivos e depósito de produtos de pesca vivos”, que resultou na apreensão de 66 quilos de moluscos bivalves vivos e outro marisco, designadamente amêijoa japónica, amêijoa macha, amêijoa real, sapateiras, santolas, caranguejos e navalheiras.

Segundo a ASAE, os produtos apreendidos foram “considerados impróprios para consumo humano” e acabaram por ser “encaminhados, para destruição, em indústria transformadora de subprodutos”.

O sócio-gerente da sociedade arguida por desobediência da ordem emanada pela entidade licenciadora competente, foi presente para julgamento em processo sumário.

Esta operação contou com a colaboração da Direção Geral Alimentação e Veterinária (DGAV).

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.