A Biblioteca Municipal da Golegã tem patente uma mostra alusiva aos livros infantis editados em Portugal, nas décadas de 50 e 60 do séc. XX.

Esta mostra pretende trazer a público, um conjunto de livros infantis que são uma referência no panorama literário português e marcaram o percurso profissional de escritores e ilustradores da época.

Dos livros expostos, pertencentes à década de 50, destacamos as obras de Sophia de Mello Breyner Andresen, “A fada Oriana”, publicada em 1958, e a “A noite de Natal”, em 1959, e ainda, a “A borboleta sem asas” de Esther de Lemos, editada em 1958, uma das obras que marcaram a história da literatura infantil portuguesa, entre outros livros de um tempo em que a escolaridade era apenas obrigatória para os rapazes.

PUBLICIDADE

Já na década de 60, o livro infantil começa a circular pelo país e a escolaridade é obrigatória também para as raparigas. Estes anos são marcados por escritores como Maria Cecília Correia, que publica, em 1960, “Histórias de Pretos e Brancos”, com belíssimas ilustrações de Maria Keil, obra que integra também esta mostra.

As obras expostas são provenientes da antiga escola primária do Pombalinho e, hoje, integram o acervo documental da Biblioteca Municipal da Golegã. A mostra estará patente até 30 de Abril.

PUBLICIDADE
Leia também...

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Feira Nacional da Agricultura realiza-se entre 9 e 13 de Junho em Santarém

A Feira Nacional da Agricultura/Feira do Ribatejo (FNA) vai realizar-se entre 9…

“Inspiro-me muito nas minhas vivências e nas raízes em Alpiarça“

Joana Almeirante é natural do concelho de Santa Maria da Feira, mas…

VÍDEO | Celestino Graça nasceu há 107 anos!

Cumprem-se neste sábado, dia 9 de Janeiro, cento e sete anos sobre…