A Câmara do Cartaxo está a pedir aos pais dos alunos beneficiários dos escalões de acção social A e B que pretendam continuar a receber as refeições escolares para contactarem os agrupamentos escolares ou a autarquia.

Em comunicado, o executivo liderado por Pedro Magalhães Ribeiro afirma que, durante a suspensão lectiva decretada pelo Governo devido ao agravamento da pandemia da covid-19, continuarão a ser servidas as refeições para os alunos que delas necessitam.

Os pais que comunicarem essa vontade passarão a receber, a partir de segunda-feira, as refeições, que serão confeccionadas na escola José Tagarro, ficando as funcionárias do município afectas a cada escola responsáveis pela entrega às famílias, indica a nota, adiantando que o serviço será monitorizado e avaliado em permanência, “sendo revisto em função da adequação que se considerar necessária para dar o melhor apoio possível às famílias”.

O município vai ter ainda a funcionar, tal como aconteceu no primeiro confinamento, uma escola para os filhos de trabalhadores considerados essenciais (nomeadamente, das áreas da saúde, segurança, protecção civil), devendo estes manifestar a necessidade da presença dos seus educandos junto dos respectivos agrupamentos escolares.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Leia também...

Câmara de Santarém paga transporte escolar para todos os alunos do concelho

A Câmara Municipal de Santarém vai pagar, no próximo ano lectivo, a…

Alunos, professores, funcionários e pais do AE Ginestal Machado unidos pela dança (c/vídeo)

Manuela Candeias e Sara Gabriel, docentes do Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal…

Corações com Coroa oferece bolsas de estudo a jovens raparigas de Santarém

A Corações com Coroa (CCC), Associação sem fins lucrativos e ONGD que…

VÍDEO | Escola D. João II, em Santarém, recebe Sala do Futuro

Foi inaugurada esta quinta-feira, 26 de Setembro, na Escola D. João II,…