A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins esteve reunida no domingo, 13 de Dezembro, no Centro de Ciência Viva do Alviela, no concelho de Alcanena, com activistas ambientais desta região.

A líder do BE ouviu as preocupações e falou da proposta de lei sobre o clima apresentada pelo BE, que será debatida a 7 de Janeiro no parlamento.

Catarina Martins disse que a lei proposta pelo BE “prevê expressamente a protecção dos activistas que lutam contra a poluição e que a denunciam”, sublinhando que alguns dos presentes na reunião em Alcanena têm sido “perseguidos com processos judiciais porque as empresas pretendem que eles tenham medo e que se calem”.

PUBLICIDADE

Sublinhando que existem no distrito de Santarém empresas poluidoras que “não cumprem a lei” e que até já tiveram ordem de encerramento, que também não cumprem, Catarina Martins afirmou que os activistas que têm denunciado estas situações “não têm tido medo e têm sido uns heróis na defesa da saúde pública e na defesa do ambiente”.

Da reunião resultou um consenso. Para todos os movimentos, a ausência de fiscalização dos potenciais poluidores, desde as indústrias poluidoras, à pecuária e à insuficiência do tratamento dos esgotos domésticos.

PUBLICIDADE
Leia também...

Chuva está de regresso e coloca Santarém sob aviso amarelo

A chuva está de regresso ao distrito de Santarém a partir desta…

Aviso amarelo para o distrito de Santarém devido a temperaturas baixas

O tempo frio levou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera…

Câmara de Santarém instala 150 “caixas-ninhos” no concelho

A Câmara Municipal de Santarém está a instalar 150 “caixas-ninhos” identificadas e…

Frio mantém distrito de Santarém em aviso amarelo

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera vai manter o distrito…