A Câmara Municipal do Cartaxo assumiu a execução das obras de requalificação da Extensão de Saúde de Valada, que eram da responsabilidade do Ministério da Saúde, de forma a evitar o encerramento dos serviços de saúde em Valada.

O Presidente da Câmara, Pedro Magalhães Ribeiro e a Presidente da Junta de Freguesia, Margarida Abade, não compreendem porque é que o Ministério da Saúde ainda não reabriu a Extensão de Saúde de Valada, uma vez que as obras foram concluídas no passado dia 4 de Abril.

“A Câmara Municipal investiu mais de 36 mil euros, concluiu as obras no dia 4 de Abril, reuniu de imediato com o Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria do Tejo (ACES da Lezíria) para resolver qualquer impedimento que ainda restasse, adquiriu o equipamento que estava em falta para ligar aquelas instalações à rede e a Junta de Freguesia procedeu à sua instalação” e por isto o Presidente da Câmara e a Presidente da Junta de Freguesia exigem – “a reabertura imediata da Extensão de Saúde de Valada”

PUBLICIDADE

Em ofício dirigido à directora da ACES Lezíria, Pedro Magalhães Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, voltou a reivindicar a abertura da Extensão de Saúde de Valada. O autarca afirma que manter a aquela Extensão de Saúde encerrada “acarreta graves prejuízos à população da freguesia de Valada e afecta gravemente o seu direito fundamental de acesso a serviços de saúde”.

O autarca lembrou que “a Câmara Municipal assumiu pagar uma obra que é da competência directa do Ministério da Saúde. Desde o inicio do mandato anterior que reivindicámos esta intervenção, promovemos visitas de técnicos e decisores da administração central ao local e disponibilizámos os serviços da Câmara para tudo o que fosse necessário”. A demora em obter uma resposta concreta levou o executivo a assumir o investimento e a avançar com as obras “fizemos o projecto e executámos as alterações que eram exigência do Ministério da Saúde, sempre com o acompanhamento da ACES e da USF”.

Terminadas as obras e informada a ACES Lezíria e a Unidade de Saúde Familiar (USF) D. Sancho I de Pontével, de que as instalações estariam prontas para ser reabertas, decorreu no local uma reunião de trabalho com a presença dos serviços municipais responsáveis, da ACES Lezíria e a USF de Pontével.

Nesta reunião a Câmara Municipal assumiu ainda a responsabilidade, também esta da administração central, de adquirir e instalar os equipamentos de comunicações necessários para que a Extensão de Saúde pudesse estar ligada em rede, “facto de que tomámos conhecimento neste dia e que adquirimos de imediato, tendo a Junta de Freguesia de Valada feito a sua instalação”, explica o presidente da Câmara Municipal, “mas a Extensão de Saúde continua encerrada à população”.

Obras criaram novos espaços e melhoria das condições de acesso

As obras decorreram no interior do edifício, assim como numa das fachadas, com alterações e beneficiações que dão agora resposta às condições técnicas exigidas pelo Ministério da Saúde, Direcção-Geral das Instalações e Equipamentos da Saúde.

Entre as intervenções, destacam-se a construção de um novo compartimento de armazenamento e despejo de resíduos hospitalares, a criação de um novo gabinete médico, a ampliação de vários espaços no interior para permitir o acesso a utentes com mobilidade condicionada, o alargamento da área de circulação de acesso às instalações sanitárias e novos equipamentos e substituição das portas existentes permitindo o acesso de forma desimpedida.

Aquando da assinatura da adjudicação do contrato, o presidente da Câmara Municipal referiu que “as melhorias permitirão o acesso ao edifício e aos cuidados de saúde por utentes com mobilidade condicionada, assegurando “maior dignidade a pessoas que enfrentam já tantos desafios diários”.  Para o autarca “honrar o nosso compromisso para com a população, passa por criar igualdade de oportunidades no acesso aos serviços públicos e de garantir que estes são prestados em condições dignas”, lembrando que “quando falamos em mobilidade condicionada, não nos referimos apenas a utentes em cadeira de rodas, mas também a utentes com idade mais avançada ou problemas de saúde específicos”.

PUBLICIDADE
Leia também...

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…

Só Coruche e Sardoal escapam ao recolher obrigatório às 13h00 no fim-de-semana

Os concelhos de Coruche e Sardoal são os únicos, no Distrito de…

Condutor não respeita ordem de paragem e foge durante 25 km à GNR

Um homem de 31 anos foi detido e aguarda julgamento em prisão…