No âmbito do projecto financiado “Farm to Fork New Business”, que pretende tornar os sistemas alimentares justos, saudáveis e ecológicos, respeitando os desígnios do Pacto Ecológico Europeu, a NERSANT está a organizar um conjunto de “Farm to Fork Innovation Labs”, programas de aceleração de ideias de negócio compostos por quatro dias de trabalho, que pretendem gerar novas empresas que possam alavancar a inovação e disrupção do sector agroalimentar e lançar novos negócios alinhados com o desafio da sustentabilidade.

Depois de ter realizado em Outubro o primeiro laboratório de inovação sobre “Produção de Alimentos Sustentáveis”, a associação avança agora com uma nova oficina de empreendedorismo, desta vez sobre “Fabricação e Distribuição de Alimentos Sustentáveis”, que decorrerá nos dias 2,3, 8 e 10 de Novembro. Este programa de aceleração tem como objectivo trabalhar competências de empreendedorismo, estímulo à criatividade e inovação na procura de soluções geradoras de negócio, com o apoio de um painel de especialistas e de ferramentas de brainstorming, design thinking e formatação do modelo de negócio.

Até ao final do ano, a NERSANT vai realizar mais dois programas de aceleração, que têm já data marcada: “Consumo Sustentável de Alimentos – Novos Sistemas de Processamento” (15, 17, 22 e 24 de Novembro) e “Desperdícios Alimentares – Prevenção e Aproveitamento” (29 e 30 de Novembro e 6 e 7 de Dezembro). As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no portal da NERSANT, em https://www.nersant.pt/agenda/ ou através do email farmtofork@nersant.pt.

De referir que a realização destas oficinas de apoio ao empreendedorismo é uma das actividades previstas no projecto financiado da NERSANT “Farm to Fork New Business”, que visa estimular o empreendedorismo qualificado e inovador no setor agroalimentar no âmbito da estratégia europeia para a sustentabilidade dos sistemas alimentares, sensibilizando e capacitando os jovens / empreendedores que pretendam criar um novo negócio, para os desafios e as oportunidades associados a esta temática.

O projecto, apoiado pelo Compete 2020, no âmbito do Sistema de Apoio a Acções Colectivas (SIAC), responde ao desafio de garantir, por um lado, um fornecimento sustentável de alimentos para uma população mundial em rápido crescimento e, por outro, trabalhar para inverter o impacto da produção de alimentos nas alterações climáticas, escassez de água, degradação dos solos e a destruição da biodiversidade. Os interessados em consultar mais informações do projeto podem fazê-lo em www.nersant.pt/projetos/financiados/farm-to-fork.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.