Apesar da presente pandemia e das limitações diversas que a mesma acarreta, cerca de três dezenas e meia de interessados marcaram presença na apresentação do novo estudo de Aurélio Lopes: “De Atégina a Maria: O sagrado feminino no território português”.

A iniciativa teve lugar sábado, dia 26 de Junho, na Casa do Brasil em Santarém, tendo estado igualmente presentes como apresentadores da obra e do autor os Professores Doutores João Brigola da Universidade de Évora responsável pela Cátedra da UNESCO do Património Imaterial e o historiador José Manuel Garcia do Gabinete de Estudos Olissiponenses da Câmara Municipal de Lisboa.

Uma assistência, como vem sendo hábito nas apresentações dos livros deste autor, curiosa e interessada permitiu, assim, o desenvolver de análises e reflexões várias; sustentações e desenvolvimentos que prenderam, a mesma, durante bem mais de duas horas. Constituindo assim uma oportunidade privilegiada de troca de ideias, num diálogo (como estava prometido) aberto e desenvolto.

O livro, não possível de transaccionar no local por imperativos pandémicos, pode ser obtido através da Amazon Portugal; onde a encomenda (mesmo que apenas de um exemplar) é enviada para a respectiva residência em poucos dias.

PUBLICIDADE

Outras apresentações públicas da obra, entretanto preconizadas, carecem de agendamento que dependerá da evolução da actual pandemia, mas serão, com certeza, realizadas, apenas, após o Verão.

PUBLICIDADE
Leia também...

A herdade no Alviela e o pergaminho que ia para o lixo

Pergaminho do século XII salvo do lixo em Vale de Figueira.

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Feira Nacional da Agricultura realiza-se entre 9 e 13 de Junho em Santarém

A Feira Nacional da Agricultura/Feira do Ribatejo (FNA) vai realizar-se entre 9…

Gilberto Gil dá concerto com Adriana Calcanhotto em Santarém

A 7 de Novembro.