“Portugal Sou Eu” volta a estar em grande destaque na Feira Nacional de Agricultura

O “Portugal Sou Eu” vai regressar à 55ª edição da Feira Nacional de Agricultura (FNA) /65ª Feira do Ribatejo, que decorre no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), em Santarém, na companhia de mais de meia centena de empresas do sector agroalimentar e de Unidades Produtivas Artesanais aderentes ao programa.

Entre os dias 2 e 10 de Junho, o “Portugal Sou Eu” vai estar na FNA com dois espaços distintos. Na Nave A, Salão Prazer de Provar, o “Portugal Sou Eu” vai reunir, num espaço de cerca de 700 metros quadrados, os produtos com o Selo do programa de 46 empresas do sector agroalimentar. Também haverá, como já vem sendo hábito, uma área de cozinha ao vivo (showcooking) onde vários chefes convidados vão executar receitas utilizando produtos aderentes ao selo Portugal Sou Eu. Na Nave C, reservada ao Artesanato, o “Portugal Sou Eu” vai juntar 12 artesãos aderentes ao programa.

A Feira Nacional de Agricultura é a mais antiga feira agrícola do País. Ocupando uma área útil superior a 38 mil metros quadrados, oferece inúmeros motivos para visitas de lazer ou de negócios. Na edição deste ano, o CNEMA deverá contar com mais de 200 mil visitantes e cerca de 40 mil profissionais.

Sobre o “Portugal Sou Eu”

O programa “Portugal Sou Eu” foi lançado em Dezembro de 2012, pelo Governo de Portugal, com o objectivo de mobilizar o país para o desígnio do crescimento económico pela via de um consumo informado de produtos e serviços com o Selo do programa.

O propósito da iniciativa é melhorar a competitividade das empresas portuguesas, promover o equilíbrio da balança comercial, combater o desemprego e contribuir para o crescimento sustentado da economia.

O programa valoriza, através da atribuição do Selo, os produtos e serviços que geram valor acrescentado em Portugal. Esse valor é calculado com base em critérios de incorporação nacional, marcas e patentes, impacto no emprego e valor acrescentado.

Até ao momento, aderiram ao Selo “Portugal Sou Eu” mais de duas mil empresas, que qualificaram mais de 8.000 produtos/serviços, representando no seu conjunto um volume de negócios agregado superior a 7,3 mil milhões de euros, mais de 46 mil postos de trabalho e conta com cerca de 800 pontos de venda com o Estatuto Estabelecimento Aderente “Portugal Sou Eu”.

Cerca de 68 por cento dos produtos aos quais foi atribuído o Selo “Portugal Sou Eu” pertencem aos sectores da Alimentação, Bebidas, Agricultura e Pescas e as Empresas Aderentes localizam-se em todos os distritos de Portugal continental.

Um estudo de mercado recente, que avaliou o impacto da adesão, confirma que 83 por cento das Empresas Aderentes consideram que as suas vendas beneficiaram com a associação ao “Portugal Sou Eu”.

São já várias as figuras públicas de diversos quadrantes da sociedade portuguesa que aceitaram o convite do Ministério da Economia para serem Embaixadoras do projecto. Através dos seus testemunhos e da presença em eventos, os 18 Embaixadores do “Portugal Sou Eu” (Carlos Coelho, Carolina Piteira, Cláudia Vieira, Cristina Ferreira, Cuca Roseta, D.A.M.A, Fátima Lopes, Fernanda Freitas, Fernando Gomes, Henrique Sá Pessoa, Júlio Isidro, Júlio Magalhães, Justa Nobre, Luís Buchinho, Luís Onofre, Nelson Évora, Rosa Mota e Vítor Sobral) têm contribuído, através da participação em acções diversas, para sensibilizar e divulgar a iniciativa por todo o País.

O “Portugal Sou Eu” tem financiamento do programa Compete 2020 e é gerido por um Órgão Operacional formado pela Associação Empresarial de Portugal (AEP), Associação Industrial Portuguesa-Câmara de Comércio e Indústria (AIP-CCI), Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) e pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, IP, a quem compete coordenar este mesmo órgão.

info, ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS