Prémio Jovem Agricultor promovido pela CONSULAI e CAP entregue hoje na FNA

Manuel Grave da sociedade agrícola Gravera Lda. foi o vencedor do Prémio Jovem Agricultor do Ano promovido pela CONSULAI – empresa de consultoria nos sectores agroalimentar, agrícola e florestal e pela CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal.

O prémio atribuído a Manuel Grave, sócio gerente da Gravera, Lda, teve por base um projecto de investimento para instalação de amendoal super intensivo numa exploração com cerca de 70 hectares, na zona de Portel.

Manuel Grave tem 28 anos, é mestre em Engenharia Agronómica, tem feito o seu percurso profissional em empresas de referência ligadas à produção e apoiado a instalação de explorações de frutos secos, o que lhe permitiu ganhar bastante conhecimento junto dos melhores produtores e conhecer as melhores práticas utilizadas no mundo.

O empreendimento que lhe garantiu esta distinção envolve a instalação de um amendoal com uma densidade de 2.469 árvores por hectare, incluindo um sistema de rega e a maquinaria necessária, num valor aproximadamente de 1,3 milhões de uros. Serão instaladas as variedades Soleta e Lauranne, ambas com boa aceitação no mercado e ajustadas ao modelo super intensivo.

No concurso foram recepcionadas 67 candidaturas válidas por parte de jovens agricultores, avaliadas em função de aspectos como “novos métodos”, “novas tecnologias”, “novos conhecimentos no sector agrícola”, “nível de investimento”, “diferenciação e inovação” e “potencial de criação de valor”, entre outros.

O vencedor foi conhecido hoje, dia 6 de Junho, na Feira Nacional de Agricultura, durante a sétima edição do seminário anual “A Importância dos Jovens Agricultores no Futuro da Agricultura Europeia”, e irá concorrer por Portugal, em Bruxelas, ao Prémio de Melhor Jovem Agricultor da Europa, no Congresso de Jovens Agricultores.

Ao nosso jornal, Manuel Grave falou a importância deste tipo de reconhecimentos, bem como das duas entidades promotoras (Consultai e CAP), que em muito ajudam os jovens agricultores a perceber como e em que culturas investir. Falou ainda da sua plantação de amendoeiras, que lhe garantiu este reconhecimento e que começou a idealizar em 2015, tendo concorrido ao PDR2020 e implementado a produção no ano de 2017, deixando no final a promessa de que vai “fazer todo o possível para que a produção esteja sempre na vanguarda da tecnologia e do melhor que se possa fazer na agricultura”.

info, , , , , , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS