As ruínas do Castelo de Alcanede vão passar para a gestão do Município de Santarém, sendo assinado, esta terça-feira, 15 de Março, o auto de transferência de competências para a gestão, valorização e conservação deste equipamento.

A cerimónia, que irá decorrer no Museu Francisco Tavares Proença Júnior, em Castelo Branco, conta com a presença da ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, da ministra da Cultura, Graça Fonseca, do secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho, e da secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira.

Para além de Santarém, outros seis municípios assinam hoje com as áreas governativas da Modernização do Estado e da Administração Pública e da Cultura, os autos de transferência de competências para a gestão, valorização e conservação de vários equipamentos culturais.

Estão envolvidos neste processo, os municípios de Barcelos, de Castelo Branco, de Celorico da Beira, de Montemor-o-Novo, de Ourique, de Santarém e de Setúbal.

Estes autos celebrados na área da Cultura, no âmbito do processo de descentralização, correspondem à transferência da posse das respetivas infra-estruturas, prosseguindo-se, assim, a operacionalização da transferência de competências para os municípios no domínio da cultura.

Fazem parte desta lista de equipamentos, as ruínas do Castelo de Faria e estação arqueológica subjacente (Barcelos), o Edifício do Governo Civil do Distrito de Castelo Branco (antigo Palácio dos Viscondes de Portalegre e o Museu de Francisco Tavares Proença Júnior (Castelo Branco), o Castelo de Linhares e o Castelo e muralhas de Celorico da Beira, o Castelo de Montemor-o-Novo, o Castro da Cola (Ourique), as ruínas do Castelo de Alcanede (Santarém) e o Convento de Jesus (Setúbal).

Com a assinatura destes autos de transferência, dos 77 edifícios identificados no diploma setorial da Cultura, 44 já estão a ser geridos pelas respetivas autarquias (57%).

Leia também...

A herdade no Alviela e o pergaminho que ia para o lixo

Pergaminho do século XII salvo do lixo em Vale de Figueira.

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Associação ‘Praça Maior’ fecha gestão da Praça de Touros ‘Celestino Graça’ com sentido de missão cumprida

A Associação “Praça Maior”, responsável pela organização das corridas de toiros na…

Gilberto Gil dá concerto com Adriana Calcanhotto em Santarém

A 7 de Novembro.