SAMUEL URIA RETRATO

“Devia ser cada vez mais fácil decifrá-lo. Mas não é. Samuel Úria é rebuscado, cifrado e, para dificultar a tarefa, está cheio de conteúdo para desvendar.

Ouvimos neste disco vários momentos aparentemente opostos, e quase de forma alternada de faixa para faixa – o som da força e da perseverança é o grito de ar nos pulmões que impele um amigo a sair do chão; que repreende a estupidez de misturar saber com opinião, e denuncia o ridículo do medo que leva ao silêncio. E depois, o sussurrar de um segredo confessado quando nos diz que quer estar pronto a dizer “não sei”, que quer ser apenas mais um; mais um homem, vulgar e comum.

Quando em concerto, lá aparece ele em palco cheio de luz num passar único e genuíno como só ele próprio. Volta e meia dança com aquele ar meio desengonçado, cheio de um ritmo muito dele, parecendo um gigante que se vai desconjuntar mas que aproveita cada momento dessa desestruturação, com prazer e alegria contagiante”.

É assim que a artista Márcia descreve o cantor, num texto escrito aquando do lançamento de “Carga de Ombro”, o mais recente álbum de Samuel Úria, músico que sobe a palco do Teatro Virgínia em Torres Novas no próximo dia 03 de Novembro, pelas 21h30.

Os bilhetes têm o custo de  dez euros (descontos aplicáveis) e podem ser adquiridos na bilheteira do Teatro Virgínia, em www.bol.pt e nos pontos de venda FNAC e Worten.

Leia também...

A herdade no Alviela e o pergaminho que ia para o lixo

Pergaminho do século XII salvo do lixo em Vale de Figueira.

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Associação ‘Praça Maior’ fecha gestão da Praça de Touros ‘Celestino Graça’ com sentido de missão cumprida

A Associação “Praça Maior”, responsável pela organização das corridas de toiros na…

Gilberto Gil dá concerto com Adriana Calcanhotto em Santarém

A 7 de Novembro.