O Tribunal de Santarém condenou dois jovens a três anos e meio e dois anos e quatro meses de prisão, penas suspensas, e a pagarem 22.000 euros de indemnização a homem que acusaram indevidamente de assalto à mão armada.

No acórdão da passada terça-feira, o colectivo de juízas condenou os dois jovens, com 18 e 22 anos à altura dos factos (2012), por denúncia caluniosa, ao considerar provado que, ao sentirem-se enganados num negócio de compra de dois telemóveis, apresentaram queixa de roubo sob ameaça de arma de fogo contra dois homens, um dos quais (que deduziu o pedido de indemnização civil) chegou a estar em prisão preventiva e domiciliária com pulseira electrónica entre Março e Outubro de 2013.

Os dois jovens acabaram por admitir que não foram vítimas de roubo durante o julgamento dos alegados agressores, que foram absolvidos em acórdão de Novembro de 2013, tendo-lhes sido instaurado o processo em que acabaram agora por ser condenados, com o tribunal a condicionar a suspensão das penas ao cumprimento de um plano de reinserção social.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Leia também...

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…

Condutor não respeita ordem de paragem e foge durante 25 km à GNR

Um homem de 31 anos foi detido e aguarda julgamento em prisão…

GNR detém dono de café por violação do confinamento

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve, no sábado, o dono de um…